Casal feliz assinando contrato

Parcelas do consórcio: entenda como elas funcionam

As parcelas do consórcio estão entre os fatores mais analisados na hora de comprar cotas e fazer parte de um grupo. Por esse motivo, é um assunto que gera muitas dúvidas. Afinal, é importante entender o que está envolvido no pagamento das prestações mensais.

Neste artigo, vamos esclarecer os principais questionamentos sobre o tema. Então, acompanhe!

O que está incluso nas parcelas do consórcio?

Existem três principais fatores que compõem o valor das parcelas do consórcio e mais dois opcionais. Confira, a seguir, cada um deles.

Fundo comum

O fundo comum é a base, ou seja, o dinheiro que será utilizado para o pagamento do bem. O valor é calculado a partir do preço do item — imóvel, automóveis ou serviços — dividido pelo número de prestações a pagar.

Por exemplo, se você optar por pagar em 80 meses um automóvel que custa R$ 100 mil, desembolsará R$ 1.250 mensais.

Fundo de reserva

É um dinheiro que serve para proteger uma possível inaptidão dos integrantes do grupo. Por isso, é cobrada uma quantia mensal de modo a evitar riscos à entrega do bem. 

Normalmente, o percentual fica entre 1% e 2% do valor final do bem. Por exemplo, se o total for R$ 100 mil, fica entre R$ 1 mil e R$ 2 mil, diluído nas parcelas do consórcio. Caso tenha algum valor no fundo de reserva no consórcio sem utilização, ele será devolvido aos consorciados de forma proporcional no final.

Taxa de administração

A taxa de administração consiste na remuneração da administradora para gerenciar o consórcio. O valor cobrado depende da empresa e é diluído nas parcelas.

Taxa de adesão

Essa taxa é opcional, por isso, depende da administradora do consórcio. O pagamento costuma ocorrer fora das parcelas.

Seguro

O seguro é opcional. Seu objetivo é proteger o consorciado em caso de alguma fatalidade, como morte ou invalidez. A cobrança também varia.

Considerando todos esses fatores, chega-se ao total das parcelas do consórcio. Por isso, quando você constata o número final, pode perguntar quanto fica cada um desses itens para ter certeza do que está pagando.

Como é feito o cálculo das parcelas do consórcio?

O cálculo considera todas as variáveis incluídas nas parcelas, como:

  • seguro;
  • fundos comuns e de reserva;
  • taxas de administração e adesão.

Por isso, é necessário ter todos os valores corretos em mãos.

Para ficar mais claro, vejamos o exemplo: imagine que o consórcio seja equivalente a R$ 100 mil, com pagamento em 80 prestações, taxa de administração de 15% e fundo de reserva de 1%. Não há taxa de adesão, nem seguro.

Assim, o primeiro passo é calcular a taxa de administração do consórcio. O percentual é aplicado sobre o valor final do bem, ou seja, R$ 100 mil. Nesse caso, temos:

  • Taxa de administração = R$ 100 mil x 15% = R$ 15 mil.

Em seguida, calcule quanto ficará por parcela do consórcio. Para isso, basta dividir pelo total de prestações. Veja:

  • Taxa de administração por parcela = R$ 15 mil / 80 = R$ 187,50.

A próxima etapa é calcular o fundo comum, ou seja, a base do valor a ser pago. Nesse caso, divide-se o valor do bem pelo total de parcelas, ou seja:

  • Fundo comum = R$ 100 mil / 80 = R$ 1.250.

Ainda, existe o fundo de reserva. Nesse exemplo, é de 1%. Então, o cálculo fica:

  • Fundo de reserva = R$ 100 mil x 1% = R$ 1.000.

Aqui, também é preciso ver quanto fica o fundo de reserva por parcela:

  • Fundo de reserva por parcela = R$ 1 mil / 80 = R$ 12,50.

Agora é só somar todos os valores para chegar à parcela do consórcio inteira. Assim:

  • Parcela do consórcio = R$ 187,50 + R$ 1.250 + R$ 12,50 = R$ 1.450.

Entendeu como é preciso fazer? O único elemento fixo é o fundo comum. O restante precisa calcular o total e, depois, dividir pela quantidade de prestações.

Como funciona o reajuste das parcelas de consórcio?

Muitos não sabem, mas o consórcio passa por reajustes anuais, definidos por indicadores econômicos. Normalmente, são:

  • Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) — mede a inflação oficial no Brasil.
  • Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) — especialmente no caso dos imóveis.

Esse movimento acontece para evitar a perda do seu poder de compra. Como o valor do bem é atualizado, a carta de crédito também tem seu valor alterado com intuito de impedir uma possível desvalorização.

A necessidade dessa prática fica clara com um exemplo: se você adquiriu uma cota de consórcio de imóvel por R$ 150 mil há 20 anos, provavelmente conseguiu comprar imóveis maiores ou bem localizados em relação ao poder de compra atual.

É a mesma ideia do supermercado. As compras que você fazia com R$ 100 há 5 anos são diferentes daquelas realizadas hoje. Isso porque o dinheiro perde valor com o tempo.

Com o reajuste das parcelas do consórcio, você tem a segurança de que conseguirá comprar o bem desejado com sua carta de crédito.

Como os lances impactam o pagamento das parcelas?

Existem diferentes tipos de lance no consórcio. Todas são opções para o consorciado antecipar a conquista da carta de crédito. 

Nesse caso, você oferece um valor extra — além do pagamento mensal — para ter a chance de comprar o bem antes de ter seu número sorteado. Por isso, o restante das parcelas é impactado. Isso pode ocorrer da seguinte forma:

  • diminuído o número de parcelas;
  • deduzido de forma igual de todas as prestações restantes.

Por exemplo, você tem uma carta de crédito de R$ 100 mil e já pagou R$ 50 mil. Assim, tem um saldo a quitar de R$ 50 mil. Nesse momento, deu um lance de R$ 15 mil diminuindo o número de prestações, mas mantendo o valor. Ou você pode reduzir o valor das prestações de forma igual, mantendo a quantidade de parcelas.

Antes de decidir, consulte as opções oferecidas pela administradora.

Como antecipar parcelas do consórcio?

Caso você economize ou ganhe um dinheiro extra, é possível adiantar algumas parcelas do consórcio. Para fazer da forma correta, é preciso ver o que está estabelecido em contrato. Porém, existem algumas maneiras de antecipar os valores, veja quais são elas:

  • direta: são pagas as parcelas restantes em ordem, a partir da última liquidadas. Por exemplo, se foram quitadas cinco prestações, você paga a 6.ª, a 7.ª e assim por diante;
  • inversa: o pagamento ocorre a partir da última parcela do consórcio. Se forem 80 prestações, você paga a 80.ª, a 79.ª, a 78.ª e por aí vai;
  • diluída: é válida para quem oferecer um lance vencedor. Assim, a quantia será diluída pelas prestações. Isso gerará redução das prestações na ordem inversa até o final do consórcio;
  • quitação total: ocorre quando todas as parcelas são pagas de uma vez. Portanto, a dívida deixa de existir. Caso tenha algum saldo positivo no final do grupo, o consorciado terá direito ao ressarcimento proporcional.

Como alterar a data de vencimento do consórcio?

É impossível fazer a alteração da data de vencimento das parcelas. Essa regra existe, porque todos os consorciados precisam pagar no mesmo dia, já que o dinheiro vai para um fundo comum.

Caso cada integrante alterasse o dia de quitação da parcela, seria possível inviabilizar a contemplação.

Por que contar com uma administradora para fazer o planejamento das parcelas?

A administradora é responsável pela gestão dos grupos do consórcio e pela venda das cotas. Por isso, também pode garantir que o investimento valha a pena e esteja dentro do seu orçamento familiar.

Assim, você faz um bom planejamento financeiro com intuito de assegurar o pagamento de todas as parcelas e evita a inadimplência. Além disso, consegue se organizar para aumentar o patrimônio.

Essas são ações que o Consórcio Unifisa promove. Os planos contemplam:

  • imóveis;
  • off-road;
  • automóveis;
  • instrumentos musicais;
  • equipamentos náuticos;
  • máquinas e equipamentos;

Agora que sabe como as parcelas do consórcio funcionam, o que acha de entender mais sobre o funcionamento dos grupos? Assine a newsletter do Blog do Consórcio e entenda por que vale a pena fazer um consórcio para construir seu patrimônio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami