Consórcio de serviços: entenda como funciona e por que vale a pena

Consórcio de serviços: entenda como funciona e por que vale a pena

O consórcio consiste em um grupo de pessoas que se reúnem com um objetivo de compra em comum, sob responsabilidade de uma administradora. Assim, a modalidade pode ser utilizada para diversos tipos de aquisições, como imóveis e automóveis. Mas você sabia que também existe o consórcio de serviços?

Embora não seja uma novidade, a possibilidade não é tão conhecida e, por isso, também é alvo de dúvidas constantes por parte dos interessados. Dessa maneira, vale a pena conhecer mais sobre essa opção para entender se ele é adequado às suas necessidades e como participar de um grupo.

Receba nossas novidades


    Quer aprender mais sobre o assunto? Então continue a leitura deste artigo para descobrir o que é, como funciona e as vantagens do consórcio de serviços. Acompanhe!

    O que é um consórcio de serviços?

    O consórcio de serviços é bastante semelhante aos consórcios mais conhecidos. Aqui, o diferencial é que, em vez de adquirir um bem específico, ele se vincula a algum serviço. Ou seja, ele é destinado para diversos procedimentos, com uma proposta flexível.

    Dessa maneira, o consorciado deve se comprometer com os pagamentos mensais e aguardar a contemplação para poder acessar a carta de crédito. Na prática, ela funcionará como modalidade de pagamento à vista, viabilizando a concretização de diferentes planos do contratante.

    Além disso, para que o grupo possa existir de maneira regular e com a segurança necessária, ele deve ser administrado por uma empresa autorizada pelo Banco Central. Ao mesmo tempo, os participantes fazem os pagamentos acordados, que vão permitindo a contemplação de todos os consorciados.

    Isso é feito por meio de sorteios em assembleias, conforme estabelecido em contrato, ou via lances. Em todos os casos, é necessário ter atenção, já que a disponibilização do crédito não é imediata após a contratação: é sempre preciso aguardar a contemplação.

    Como funciona esse tipo de consórcio?

    Para garantir as melhores decisões ao participar de um consórcio, é importante conhecer os detalhes sobre seu funcionamento. Mesmo quem já está familiarizado com esse tipo de contrato, pode ter algumas dúvidas, então vale reforçar algumas questões sobre ele.

    O primeiro trata do valor da carta de crédito. Ela varia conforme o contrato e o grupo, sendo possível encontrar opções com diversos valores, que costumam variar entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. Já as parcelas podem ter números variados, com até 100 meses de duração.

    Logo, é importante pesquisar as condições propostas antes de entrar em um grupo para entender se ela está alinhada às suas necessidades.

    Outro ponto importante trata dos lances, que permitem antecipar a contemplação caso não seja sorteado. Eles funcionam como um tipo de leilão, em que os consorciados apresentam um lance para serem contemplados.

    No entanto, eles podem ser de diferentes tipos e limitados conforme as regras do contrato. Entenda quais são as alternativas de lances:

    • lance livre: o consorciado pode escolher o valor do lance, dentro dos limites impostos no contrato;
    • lance fixo: o contrato determina o valor do lance em um percentual, havendo um sorteio complementar entre os participantes, caso mais de um recorra à alternativa;
    • lance amortizado: nesse caso, o valor é descontado da carta de crédito.

    Assim, para facilitar o planejamento, vale a pena conferir o contrato para entender quais são as possibilidades em relação aos lances.

    Por fim, lembre-se de que o consorciado precisa ter um bom planejamento financeiro, pois os atrasos no pagamento impedem a participação no sorteio e podem levar ao cancelamento do contrato.

    Quais itens podem fazer parte do consórcio?

    Ao pensar em consórcios de serviços, a principal dificuldade é a identificação do que pode ser adquirido com a carta de crédito. Afinal, ela não traz uma limitação específica, como acontece em imóveis ou automóveis.

    Para facilitar a compreensão, veja alguns itens que podem ser adquiridos com esse contrato:

    • viagens e intercâmbios: o contrato pode viabilizar a realização de viagens nacionais e internacionais;
    • festas: eventos como casamento, formatura, aniversários e outros podem ser planejados com o consórcio;
    • cursos: também é possível arcar com os estudos, como colégio, faculdade, graduação e pós-graduação, curso de idiomas, entre outros;
    • reformas: alterações que não se enquadram nos consórcios de imóveis podem se alinhar ao consórcio de serviços, como pintura, serviços de jardinagem, etc.;
    • procedimentos estéticos: cirurgias plásticas, intervenções odontológicas e outros procedimentos de fins estéticos também se encaixam na categoria;
    • assessorias e consultorias profissionais: financeira, jurídica, empresarial, entre outras.

    Porém, essa é uma lista meramente exemplificativa. Na prática, é possível aproveitar outras oportunidades. Em caso de dúvidas, converse com a administradora do consórcio antes de ingressar no grupo.

    Quais são as vantagens de recorrer ao consórcio de serviços?

    Agora que você já conhece o funcionamento do consórcio de serviços, vale a pena conhecer os benefícios que a modalidade proporciona. Confira a lista com os principais!

    Facilidade no pagamento

    A primeira vantagem é a maior facilidade para o pagamento, que é diluído em parcelas conforme o total da carta de crédito e o prazo de funcionamento do grupo. Isso sem exigir o pagamento de valores de entrada, possibilitando um melhor planejamento financeiro.

    Menos burocracia

    A contratação do consórcio é bastante simples, especialmente se comparada a aquisição de linhas de crédito. Não é preciso entregar um alto volume de documentos, passar por análises longas ou arcar com taxas de avaliação.

    Tudo é feito de maneira simplificada e em curto prazo, mas com toda a segurança necessária para as partes. Lembre-se de que, no momento da liberação da carta de crédito, é necessário passar por uma análise para trazer segurança ao grupo.

    Baixo custo e risco

    Os custos envolvidos são baixos, envolvendo a taxa de administração que remunera a administradora, o seguro do grupo e o fundo de reserva. Na prática, eles somam um montante baixo na parcela. Ademais, o saldo que restar no fundo de reserva é distribuído proporcionalmente aos participantes no término do grupo.

    Ainda, por contar com o seguro e a reserva, há maior segurança no investimento. E, após a contemplação, a carta de crédito é aplicada em um fundo de renda fixa, rendendo juros mensais até que o titular escolha o serviço que será adquirido com o valor.

    Maior flexibilidade

    O uso do crédito do consórcio é flexível. Como você viu, ele pode ser aplicado em diferentes tipos de serviços e planos, basta que se encaixe na categoria específica. Além disso, é possível ter acesso ao crédito em dinheiro.

    Nesse caso, é preciso aguardar 180 dias após o término do grupo ou a quitação de todas as suas parcelas. Ou seja, em caso de mudança no seu planejamento, seu investimento permanecerá seguro. Você só precisará aguardar o prazo determinado.

    Sem juros remuneratórios

    Quando se pensa em alternativas de pagamento é comum considerar opções como empréstimos e financiamentos. No entanto, elas costumam ter altos custos relacionados aos juros, que servem de remuneração ao credor pela concessão do dinheiro.

    No consórcio, por outro lado, não há incidência de juros remuneratórios. A cobrança desse tipo de taxa acontece apenas diante de atrasos no pagamento.

    Funciona como pagamento à vista

    Apesar do pagamento parcelado e da espera para a contemplação, a carta de crédito funciona como pagamento à vista ao negociar com os fornecedores. Dessa maneira, é possível buscar condições mais favoráveis, como descontos ou a inclusão de outros adicionais no pacote por um preço menor.

    Vale a pena investir nessa alternativa?

    Apesar de oferecer vantagens, a decisão sobre participar de um consórcio de serviços é pessoal, pois depende das necessidades de cada um. Por exemplo, é preciso considerar o prazo até a contemplação e a incerteza de quando isso acontecerá.

    Em geral, o ideal é que seus planos sejam mais flexíveis ou possam ocorrer após o fim do período definido para o consórcio. Outra possibilidade é considerar as regras sobre lances e se planejar para tentar antecipar a contemplação — ainda que não seja possível garantir o prazo.

    Desde que seus objetivos se alinhem a essa limitação, provavelmente o consórcio de serviços será uma boa alternativa. Nesse caso, o próximo passo é encontrar uma administradora de consórcios de confiança, como a Unifisa.

    Dessa forma, você conta com uma empresa regulamentada pelo Banco Central e membro da ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios), com mais de 25 anos de experiência no mercado. Sem dúvidas, isso ajudará a encontrar o melhor consórcio para os seus objetivos.

    Como foi possível aprender nesse conteúdo, o consórcio de serviço amplia as possibilidades para essa modalidade de pagamento. Com ele, há chances de realizar diferentes planos, como viagens, estudos, cirurgias e outras alternativas, com valores e prazos que podem se alinhar às diferentes necessidades.

    Então, quer saber mais sobre essa contratação? Acesse nosso site e conheça o consórcio de serviços da Unifisa!

      Blog do Consorcio Blog do Consorcio

      Comentários

      Cadastre-se e receba nossas novidades


        Aviso: Nós usamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade Eu Aceito

        Dúvidas, sugestões ou mais informações?

        Deixe sua mensagem no formulário abaixo para entrar em contato conosco. Ficaremos felizes em te ajudar!